quinta-feira, 30 de julho de 2009

Compassos

Parte I

Retomar as cores,
degustar os versos,
mergulhar nos livros,
ter um pouco de paz,
paz de espírito,
resgatar o gosto,
ter amor,
ter alegria,
devolver o tédio,
ter mais inspiração.

Parte II

Além do dia,
viagem no tempo,
descobrindo as faces
talvez seja verdade
a cruzada do destino.
Medo,
nenhum vacilo,
nenhum erro,
ser o melhor de mim.
Arrepio,
força divina.

3 comentários:

Rabiscando Linhas disse...

A lista perfeita para quem quer paz de espirito, mas lembre-se, às vezes é cedo demais para desejar calmaria em nossas vidas. Temos tantas coisas para passar pela frente e viver é correr perigo, nem sempre é paz de espirito.

Sol disse...

Muito bom, Luana!
faço minhas, as tuas palavras...

Bjos

Bruno Cava (CorPas/CENIT) disse...

Outro dia pensei em escrever a você, para dizer que as suas palavras às vezes me comovem, e isto não é uma declaração de cortesia. Claro que não é --- e mais, nesse mail, diria que te imaginava não muito alta, triste, introspectiva, com seus olhos brilhando no rosto como quando tomamos sol por dias a fio. Nessa carta, não escreveria palavras de gratidão ou simpatia, mas pensando sentindo, estaria taciturno de não conseguir dizer o que sinto penso, o quão comovente são as letras tuas, quando você nelas põe toda a humanidade que há no que é sincero e verdadeiro em você.