quarta-feira, 30 de setembro de 2009

O show

Por tantas vezes
quis estar de mãos atadas
na areia da praia,
sem choro, sem palavras,
apenas a olhar.
Sentir o reflexo da lua
e as ondas a quebrar no mar,
dividindo a brisa,
compartilhando o beijo.
Queira encontrar uma face opaca
na multidão de vozes
e um toque singelo
em vibrantes melodias.
Mas na explosão de sons,
nenhum olhar disperso,
nenhum sussurro.
A volta ao vazio.

2 comentários:

Milena Palladino disse...

Olá!!
Pois é, minha filha.. correria de faculdade! Uma loucura!
Tô adorando Comunicação e Política. Esse semestre eu pego, além dela: hist. da Arte, Radiojornalismo, Telejornalismo, Oficina de Jornalismo Expreso II e Estatística -que eu adoro! rs...
Poema muito bonito!
Beijos!

Ianna Andrade Rocha disse...

Nossa Lu! Que lindo!! É exatamente assim que me sinto as vzs.. e as vontades são essas mesmas! Por isso vô tanto ver o mar.. em sua imensidão e complexidade! ^^